O melhor portal biológico da internet!

Arthur Stanley Eddington
 Biografias


Considerado o pai da dinâmica estelar, Eddington dedicou a maior parte da vida à astrofísica, e sua obra abriu muitas linhas de pesquisa científica.
Astrônomo e físico inglês, Sir Arthur Stanley Eddington nasceu em Kendal, Westmorland, Reino Unido, em 28 de dezembro de 1882. Estudou no Owens College, de Manchester, e no Trinity College, de Cambridge. De 1906 a 1913 foi assistente-chefe do Observatório de Greenwich. Substituiu nesse mesmo ano Sir George Darwin na cadeira de astronomia de Cambridge e, no ano seguinte, foi nomeado diretor do observatório da universidade. Interessado pelas idéias expostas por Einstein em sua teoria geral da relatividade, comprovou experimentalmente algumas de suas previsões, tornando-se o primeiro divulgador da tese relativista em língua inglesa.
Em 1919, o dinamarquês Ejnar Hertzprung postulou uma relação entre a massa e a luminosidade das estrelas. Cinco anos depois, baseado em suas próprias investigações sobre o equilíbrio radioativo dos corpos celestes, Eddington estabeleceu uma relação teórica massa-luminosidade, de extraordinário relevo para o conhecimento das estrelas anãs, sobretudo as anãs brancas. Por ocasião do eclipse total do Sol de 1919, Eddington notou que as estrelas, observadas por trás do disco solar eclipsado, apresentavam pequenos deslocamentos em relação ao centro do disco. Tal fenômeno, ainda não verificado pelos astrônomos, confirmou suas concepções teóricas baseadas na teoria da relatividade.
Eddington publicou numerosas obras sobre astrofísica e filosofia da ciência, como Space, Time and Gravitation (1920; Espaço, tempo e gravitação); The Mathematical Theory of Relativity (1923; Teoria matemática da relatividade), The Internal Constitution of Stars (1926; A constituição interna das estrelas). Eddington morreu em Cambridge, em 22 de novembro de 1944.