O melhor portal biológico da internet!

Briófitas
 Fisiologia Vegetal


Introdução

As briófitas são plantas avasculares, isto é, não possuem vasos condutores para transporte de seiva bruta e elaborada pelo seu corpo.

São vegetais onde começa a diferenciação de tecidos como a epiderme para proteção. Como qualquer outro vegetal, são capazes de realizar fotossíntese, sendo autótrofos fotossintetizantes.

Como as algas, possuem o corpo na forma de talo, sem raízes, caule e folhas diferenciadas.

A ausência dos vasos condutores restringem o tamanho e o hábitat destes vegetais, de pequeno porte e encontrados em locais úmidos ou de água doce.

1. Hábitat

As briófitas são encontradas em locais úmidos, sombrios , em barrancos de rios ou lagos, córregos, em cascas de árvores e também no xaxim, onde são cultivadas samambaias.

A restrição a locais úmidos deve-se à ausência dos vasos condutores e também à dependência da água para reprodução, pois sua fecundação é por oogamia.

2. O Transporte de Seiva pelas Briófitas

Os nutrientes e a água são retirados do solo por rizóides e se distribuem de uma célula para outra através dos processos de osmose e difusão.

3. Classificação

As briófitas são divididas em três classes.

 Musgos

Hepáticas

Antóceros

 

 

4. Alguns Tipos de Briófitas

5. Ciclo de Vida do Musgo

As briófitas apresentam ciclo de vida do tipo haplodiplobionte com alternância de gerações ou metagênese, onde a fase esporofítica (E) alterna-se com a fase gametofítica (G).

G > E

Neste grupo, a fase predominante, de vida longa, é o gametófito, enquanto o esporófito é de vida curta, dependente das reservas nutricionais do gametófito.


Download Gratuito

300 Atividades Práticas em Sala de Aula - Biologia e Ciências

Suas aulas mais divertidas e proveitosas. São 300 atividades práticas em sala de aula de Ciências e Biologia.